+ Quem somos +

+ Mochila Benefício, Série Beltimore +

Placeholder

Rui Café Estevão


Com grande experiência no mercado de grande consumo numa multinacional, integrou mais tarde um grupo de comunicação português, desempenhando funções de direção para as áreas de ativação de marca e digital marketing.
Responsável pela gestão de um grupo de 120 farmácias, lançou recentemente uma empresa na área dos nutracêuticos. Em todo o seu percurso profissional sempre procurou inovar e diferenciar-se como forma de criar valor.





Placeholder

Rita Guerreiro


Há 20 anos terminou a Licenciatura em Gestão e desde essa altura que se dedica à área de gestão cultural. Na produtora cultural Cassefaz, que é a sua segunda casa, tem sido a responsável pela gestão de uma carteira diversificada de projetos, entre espaços culturais, espetáculos, eventos e ativações de marca. Além de formadora e consultora na área da gestão financeira em instituições do sector cultural e criativo, Rita está sempre à espreita de oportunidades para participar em novos projetos e fazer vingar boas ideias.



Placeholder

Mohammad Ameen


De origem paquistanesa e natural da cidade de Lahore, Moahmmad Ameen chegou a Portugal em 2004 e resolveu viver em Lisboa. Ameen trouxe consigo uma larga experiência na área do téxtil e peles; trabalhara na Royal Leather Industries, Ltd. no Paquistão e achou por bem fazer a base do seu negócio em algo que conhecia e que fazia falta em Lisboa. Em 2005 abriu a sua alfaiataria.
Hoje, orgulha-se de poder contribuir para a realização de projectos de pequena escala e sente que só assim consegue desenvolver todas as suas capacidades criativas e técnicas.


Placeholder

Ana Laranjero Serrazina


Em 2004 muda-se para Lisboa para estudar Aquitectura do Design na FAL.
Depois de completar os estudos, trabalha durante dois anos e ruma à América do Sul de mochila às costas; de lá trouxe memórias inesquecíveis e imagens inspiradoras. Com ideais de sustentabilidade, decide pôr mãos à obra e cria a K3YBOARD, projecto de bijuteria que tem como material principal teclas de computador usadas. Rapidamente o hobby passa a projecto a tempo inteiro.
Os paralelismos conceptuais entre as duas marcas foram, e são, um factor importante na sua decisão de embarcar nesta aventura.



Placeholder

Planetiers


Tudo o que podes fazer pelo Planeta num só sítio.
Pretendemos que as decisões sustentáveis e ecológicas sejam as mais simples para o nosso nosso dia-a-dia. A Planetiers, como mercado online sustentável, pretende conectar empresas e consumidores para que se obtenha um impacto positivo em grande escala. Ao agregarmos, promovermos e vendermos todas as soluções que permitem a cada um de nós ser mais sustentável, estamos a facilitar o crescimento do mercado mais importante da nossa história.
Se só um mudar, a mudança pode ser invisível, mas se essa mudança inspirar os outros, mudamos o mundo.





Placeholder

Loja! da Produção Criativa


Somos a LOJA! com a assinatura da Produção Criativa. Com o novo conceito trouxemos para o mercado da produção gráfica e da comunicação: inovação e mudança constantes. Orgulhamo-nos de colocar a criatividade e o conceito em primeiro lugar. Damos consultoria na escolha de técnicas e de materiais, e fazemos o controlo de todas as fases de produção com qualidade e rigor.
Permanecemos em constante mudança e podemos afirmar que brevemente temos mais e melhores novidades.





Placeholder

NSF Laser


Uma pequena empresa familiar fundada em 1890. Situa-se num dos bairros mais antigos de Lisboa – Campolide – e soube desde cedo acompanhar o progresso.
Presta serviços inovadores de corte e gravação a laser, e possibilita o desenvolvimento e o aperfeiçoamento de ideias, através de processos criativos com resultados e acabamentos perfeitos.


Placeholder

Valorcar


A VALORCAR é uma entidade privada sem fins lucrativos e a sua principal missão é responder aos desafios da legislação comunitária e nacional sobre gestão de Veículos em Fim de Vida (VFV), organizando a recepção, o tratamento e a valorização destes resíduos, e promovendo a melhoria do desempenho ambiental, económico e social da sua gestão em Portugal.





Placeholder

Batistas, S.A.


A BATISTAS, S.A. foi fundada em 1995, ocupando actualmente uma área de cerca de 100.000 m2 na Quinta de São Julião e Nabais, na Azambuja. Cerca de metade das instalações está afecta à actividade industrial, sendo a restante destinada a zona verde de protecção. É aqui que a Batista, S.A. faz o desmantelamento dos Veículos em Fim de Vida; nestas instalações faz todo o processo de corte e fragmentação e posterior triagem. Esses materiais são encaminhados para reciclagem e os restantes resíduos são encaminhados para destinos ambientalmente adequados.


Placeholder

Rui Ribeiro


Ser realizador de sonhos e contador de estórias mas sem conhecer o caminho.
A publicidade foi a direção fácil mas o jeito para os números arredou-o da criatividade.
Criativo dos racionais e racional dos criativos, é santo sem altar.
Alimenta-se da energia do som e é alma rebelde que procura mas nunca está bem.
Ao lado do Benefício.



Placeholder

Denise Cunha


Foi aos 9 anos que descobri que o meu sítio pertencia ao território da arte. Definir-me é-me difícil. Curiosa, irrequieta e eternamente insatisfeita. Não sou uma, sou muitas entre as artes visuais, o cinema e a fotografia contemporânea. À procura será sempre um caminho.



Startup  Lisboa

João Castro


aos cinco anos, publicaram-me um conto – “era uma vez um atacador e um sapato, e o atacador fugiu”. por volta dos doze um desenho da branca de neve deu uma bicicleta como prémio. da esperança em ser um escritor reconhecido a ser um pintor brilhante. tudo se esmoreceu ao longo dos anos. desenhos falados, os mapas, começaram a ocupar a minha atenção. licenciado em geografia, com pós graduação em planeamento urbano e outra em políticas de inovação. o quotidiano assume o seu curso natural, não sem antes escrevinhar os mais variados desvios (a nariz entupido, a umbigo entre outros) e muitas saídas à noite, porque nunca se sabe a que horas nasce o sol.


Placeholder

Ricardo Duarte


Engenheiro sem fato nem gravata mas com a vontade permanente de esticar o dia para além do tradicional horário das 9 às 5. Assim me deixo afastar do quotidiano, distraído pelo pulsar de paixões que timidamente me puxam para longe da rigidez de uma rotina empresarial. Sem pensar muito no como, deixo-me fluir por entre coisas que nem compreendo bem. Assim encontrei a Nariz Entupido e assim me deixarei andar sem saber o que mais vou encontrar.



Placeholder

Sandra de Almeida


Começou pelo desporto, passou pela escola de arquitectura, pelo caminho estudou línguas, trabalhou como empregada de mesa e acabou em distribuidoras de cinema. Actualmente gere redes sociais e é directora do Shortcutz Lisboa, um movimento internacional de curtas-metragens. Apaixonada por música e viagens, nada melhor que juntar as duas paixões e voar para um qualquer país e assistir a um concerto. Ainda a tentar perceber o que fazer, vai fazendo.



Startup  Lisboa

Sara Ribeiro


Sou de Lisboa e uma miúda trabalhadora e sonhadora, que quer e tenta ser um bom exemplo da sua geração. Tenho feito um percurso profissional como repórter e produtora de televisão. Atualmente tenho duas rubricas no site Spot Mais, que me permitem fazer aquilo de que mais gosto – dar a conhecer gente que vale a pena e tirar os meus convidados da zona de conforto. É tudo uma questão de alinhar comigo…


Placeholder

Nuno Galvão Correia


Iniciou-se na fotografia em 1988. Após actividade variada em jornais e revistas, e fundador de algumas publicações, acabou por especializar-se em fotografia de comida, área que concilia com a fotografia publicitária e de packaging. É um fotógrafo generalista, que aprofundou os aspectos técnicos e artísticos da produção fotográfica de comida, e esse género ocupa 70 por cento da sua actividade actual. Exemplo editorial de comida: Blue Cooking. Exemplos editoriais do que faz para se distrair da cozinha: Máxima, Elle, Máxima Interiores, Vogue, Wine ou Espiral do Tempo.



Placeholder

Dot Flow


Em 2013 o Paulo Figueiredo decidiu fundar a sua própria empresa, a Dot Flow.
O Paulo conhece e movimenta-se no mercado publicitário português desde 1999, tem larga experiência de trabalho em agências de publicidade nacionais e internacionais, e já foi parceiro de estúdios de pós-produção e de fotografia. Alia o grande domínio técnico à dedicação e ao olho para o detalhe. Coloca no centro o trabalho fotográfico e desenvolve o conceito com subtileza visual e realism; estas são as marcas da Dot Flow.